Comunicação aumentativa e alternativa

Todos nós comunicamos, uns mais que os outros e todos nós comunicamos de formas diferentes. No entanto, existem pessoas que não conseguem comunicar através da fala e por isso necessitam de comunicar de forma diferente. Existem cerca de 2,2 milhões de pessoas em todo o mundo com dificuldades na comunicação. Estas dificuldades podem surgir de várias patologias como:

  • Afasia

  • Autismo

  • Paralisia cerebral

  • Demência

  • Dificuldades na aprendizagem

  • Doenças degenerativas

  • Esclerose múltipla

  • Esclerose lateral amiotrófica

  • Entre outras...

Para quem necessita de auxílio na comunicação pode usar dois tipos: comunicação aumentativa e alternativa.


Comunicação aumentativa - significa promover e apoiar a fala. A pessoa possui comunicação, mas esta não é suficiente para as suas trocas sociais.


Comunicação alternativa -contempla qualquer forma de comunicação que não seja a fala.


Para a ASHA (American Speech-Language-Hearing Association) o principal significado de comunicação aumentativa e alternativa (CAA) é:


“o uso integrado de componentes incluindo símbolos, recursos, estratégias e técnicas utilizados pelos indivíduos a fim de complementar a comunicação”


Existem diversos sistemas para a comunicação e normalmente são divididos em dois grupos: sistemas sem ajuda e com ajuda.


Sistemas sem ajuda - nenhum instrumento ou auxílio técnico necessário.

Exemplos:

  • Gestos comuns

  • Sistemas manuais para não ouvintes (Língua Gestual Portuguesa)

  • Alfabeto manual


Sistemas com ajuda - utiliza instrumentos (com ou sem tecnologia).

Exemplos:

  • Pictogramas

  • Fotografias

  • Símbolos


Ainda nos sistemas com ajuda estes podem ser divididos em subgrupos:


Objetos: objetos do tamanho natural, miniaturas ou partes de objetos

Imagens: fotografias e desenhos lineares

Símbolos gráficos: pictogramas, BLISS

Combinados: símbolos gráficos, símbolos manuais

Base na escrita: palavras, frases

Linguagens codificadas: braille, morse


Makaton: Sistema combinado

Na CAA, por vezes, ainda se usa a Chave de Fitzgerald. Esta foi criada originalmente em 1926 por Elizabeth Fitzgerald para ensinar crianças surdas a aprender a estruturar a linguagem corretamente.



A Chave consiste em ordenar as frases, da esquerda para a direita, associando uma cor a cada categoria de palavras, como visionamos no quadro acima. Esta Chave também é recomendada como um programa estrutural para estudantes com dificuldades de aprendizagem, auxiliando a realização da segmentação frásica. Assim, permite que as crianças estruturem as frases através de um guia visual. A autora recomendou que esta fosse utilizada para todos os utilizadores de todas as idades.


Os sistemas com ajuda na Comunicação Aumentativa e Alternativa podem ser utilizados com o recurso a produtos que podem ser sem tecnologia, baixa tecnologia ou alta tecnologia, mas isso fica para o próximo artigo!


Porque comunicar é para TODOS!


#acessibilidade #comunicação #inclusão #tecnologia #comunicar #incluir #caa #acessoparatodos




116 visualizações

©2020 by Adapt4you, Andreia Joana Venâncio de Matos